24 agosto 2016

Nova imagem


Quem me segue sabe que gosto de mudar frequentemente a capa do blog, desta vez ponderei em criar um novo blog ou site especialmente para o projecto "Lãs com Tons", mas decidi continuar aqui com outra cara! 

O endereço continua a ser o mesmo: http://lavoresfl.blogspot.pt/, o nome muda para "Lãs com Tons", finalmente um nome que tem tudo a ver comigo e com o trabalho que desenvolvi nos últimos tempos! Para já, como  escrevi anteriormente o projecto que sei (tinha pernas para andar) não tem interesses lucrativos, quem sabe no futuro? 

22 agosto 2016

Ena, tantos!

Inspirada pelo post que a Isabel publicou no seu blog sharpersa sobre organização no tricot, decidi organizar melhor a  minha gaveta dos xailes! 

Tinha alguns xailes arrumados numa gaveta que reservei para esse fim, outros continuavam pendurados nos cabides no roupeiro, dificultava a tarefa na hora de vestir, ou quando quero escolher um para oferecer.  

Assim todos juntos é mais fácil; vou seguir a sugestão da Isabel manter a gaveta cheia e quando houver algum a mais... é uma prenda bonita para oferecer, uma peça única que não há à venda nas lojas, feita à mão com muito carinho.

Depois da arrumação feita, adorei ver o colorido e as texturas dos xailes juntos, acho que ainda sobrou espaço na gaveta  para mais dois ou três, rsrsrsrsrsrrss!










20 agosto 2016

Xaile com tons de outono

 Terminei mais um xaile, desta feita em tons a pensar na próxima estação do ano! 

Como o trabalho só está concluído depois de publicar, não vou esperar pelo cenário ideal para fotografar, (folhas de plátano caídas com várias tonalidades de castanho e bordeaux) rsrsrsrsrsr, sem terminar não consigo concentrar-me no próximo projecto, vai daí o estendal também serve. 

É um design da autoria de Stephen West, as instruções estão em inglês mas, não são um bicho de sete cabeças, repeti o esquema, (nos projectos com instruções compradas tenho feito a dobrar) não sei dizer porquê... porque me apeteceu! 

O fio já falei dele aqui, os quatro tons depois de tricotados parecem mais, mas não são, é ilusão de óptica rsrsrsrsr, o amarelo no ponto brioche "adquire" um tom amarelo limão, o castanho contém algumas nuances mais escuras, não é sujo é mesmo do tingimento natural feito com nozes verdes!  

Neste xaile  dá para praticar vários pontos, o resultado é o que se vê nas imagens! 






16 agosto 2016

7 anos

Hoje o Spyke faz sete anos! O meu amigo de quatro patas é um castiço, sempre cheio de energia e atento às palavras mágicas.

Viu-me calçar os ténis e preparar a mochila ficou logo com a antena ligada rsrsrsrsrsrs. Nos primeiros aniversários ofereci-lhe brinquedos, no ano passado ofereci-lhe uma medalha com o nome dele e os números de telefone dos donos gravados, (apesar de ter chip)  achei por bem ter o contacto, porque nos passeios gosta de se afastar, este ano como nada o faz mais feliz do que um passeio no seu percurso na ria da Alvor, foi o que fizemos, uma caminhada ao pôr do sol. 

A paisagem muda conforme a estação do ano, sempre zen, com uma luz e uma energia fantásticas!








12 agosto 2016

Os tons de outono

O verão vai longo e quente, muito quente para o meu gosto! 

Tempo é o que não me falta... ora gozando férias das férias, um dia ou outro quando tenho companhia, ora ocupando o meu tempo com as minhas tarefas domésticas... sempre sem pressas! 

A vontade de pegar nas agulhas e mexer nas lãs tem sido pouca neste verão, tenho dado descanso às agulhas, não é por falta de matéria prima, porque essa graças a Deus tenho que chegue para este ano, a alcofa com os fios para a manta de Natal que comecei no inicio do ano continua à espera de vontade para pegar na agulha de crochet; (é um projecto para executar até ao fim do ano), a gaveta das meias ainda não está cheia, (não me apetece tricotar meias, fico cheia de calor só de ver imagens de meias), talvez lá mais para o inverno, das lãs com tons que tingi na primavera, ainda tenho alguns novelos, mais os últimos que tingi com as cores de verão; escolhi quatro tons deste fio para repetir o xaile "Exploration Station" de Stephen West, desta vez a pensar já no outono! 



02 agosto 2016

Tapeçaria de parede

Um post rápido só para partilhar convosco a minha primeira tapeçaria de parede feita em tear de pregos caseiro. 

A ideia era fazer uma tapeçaria rústica com um motivo abstracto para aproveitar restos de lãs, da ria de Alvor trouxe alguns pequenos troncos gastos pela água e ressequidos pelo sol, para usar como suporte e como decoração da tapeçaria.